Navegar no Arquipélago Toscano: Ilhas Elba e Capraia

Navegar no Arquipélago Toscano: Explorar as idílicas ilhas de Elba e Capraia

Experimente a magia do Mediterrâneo com o nosso itinerário de vela de uma semana que o leva através das encantadoras ilhas italianas e oferece uma paragem encantadora na Córsega.

O verão no Mediterrâneo está em pleno andamento: céu limpo, temperaturas amenas e as fragrâncias vibrantes da flora mediterrânica enchem o ar. Todos os dias, o mar calmo deslumbra com a sua cor deslumbrante. Que melhor altura para embarcar numa aventura à vela? A nossa rota, com início na bem equipada Marina di Scarlino, em Itália, é perfeita tanto para marinheiros experientes como para principiantes, oferecendo a combinação perfeita de relaxamento, descoberta e momentos inesquecíveis.

Durante sete dias, explorará ilhas idílicas como Elba, Capraia e Giglio, cada uma oferecendo paisagens únicas, uma riqueza de história e ancoradouros tranquilos.

Dificuldade: Fácil

Percurso: Marina di Scarlino - Portoferraio - Capraia - Macinaggio (Córsega) - Elba meridional (a explorar) - Isola del Giglio - Scarlino

Distância: 170 nm

Na nossa opinião, este itinerário é uma óptima escolha - é um percurso bastante simples e acessível a todos. O único desafio durante o verão pode ser encontrar um lugar para atracar à noite numa marina, mas isso pode ser facilmente resolvido reservando com antecedência. Além disso, encontrará numerosas baías onde pode ancorar e abrigar-se para passar a noite.


Dia 1: Scarlino - Portoferraio (25 milhas náuticas, 4h)

A nossa base de partida é a Marina di Scarlino, uma marina moderna equipada com excelentes serviços, situada no centro do Golfo de Follonica. Está estrategicamente posicionada para visitar o Mediterrâneo, aninhada na paisagem costeira da Toscana, entre esplêndidas praias e maravilhosas falésias. Nesta zona, há sempre vento suficiente para navegar em qualquer estação com um iate à vela.

Assim que sair da marina, zarpe e - se o vento for favorável - dirija-se a 270° em direção à ilha de Elba.

DICA YACHTING.COM: Antes da partida, certifique-se de que verificou as condições meteorológicas, verificou a embarcação e efectuou um briefing sobre as manobras e a segurança com os seus companheiros de tripulação. Lembre-sesempre: a segurança em primeiro lugar.

Normalmente, neste golfo(Golfo de Follonica), sopra uma brisa geralmente ligeira de sul. Embora a navegação cubra cerca de 15 milhas antes de se começar a navegar ao longo da ilha de Elba, este percurso não apresenta grandes dificuldades e pode ser efectuado sem necessidade de uma grande experiência de navegação.

Chegada à ilha de Elba

Depois de ter passado o Capo della Vita, siga uma rota de 220° em direção a Portoferraio, destino da sua primeira paragem para pernoitar. Aqui, pode escolher entre um jantar relaxante no barco ou explorar a cidade e os seus excelentes restaurantes.

Portoferraio - a capital da ilha de Elba

Portoferraio - a capital da ilha de Elba

Portoferraio era originalmente pouco mais do que um conjunto de fortificações (ainda hoje visitáveis e bem preservadas), incluindo os três fortes: Forte Stella, Forte Falcone e La Linguella, bem como as belas muralhas da cidade. Os restos destas muralhas, ainda em bom estado e habitáveis, rodeiam o centro histórico da cidade.

YACHTING.COM TIP: Porque é que é uma boa ideia zarpar da Marina di Scarlino? Leia sobre as marinas italianas preferidasdos nossos clientes .

Dia 2: Portoferraio - Isola di Capraia (24 milhas náuticas)

Na manhã seguinte, ao amanhecer, traçamos a rota para a ilha de Capraia, uma verdadeira joia do arquipélago toscano. A navegação é simples e direta, rumo 300°. A ilha destaca-se ao longe no mar, o que permite navegar à vista.

Entrar na história

O pequeno porto foi valorizado com um elegante passeio marítimo, lojas pequenas mas requintadas e deliciosas trattorias que oferecem cozinha local. São apenas 800 metros para chegar à aldeia na colina, o que pode ser feito a pé ou apanhando o autocarro municipal que oferece um serviço de transporte. Aqui, verá muito poucos carros, e apenas neste pequeno troço de estrada. Depois disso, ficará completamente imerso na atmosfera íntima da ilha.

O que descobrir na Isola di Capraia?

Aqui não há praias turísticas apinhadas de gente; a pequena aldeia acolhe no máximo mil pessoas, sendo o resto paisagem selvagem, falésias que mergulham no mar, grutas que mergulham nas profundezas do antigo vulcão e formações geológicas extraordinárias. Embora seja preferível explorar o mar de barco, a natação também pode ser apreciada através de pequenos passeios por caminhos estreitos e por vezes íngremes. A maior parte destes caminhos partem da aldeia e conduzem a pequenas enseadas rochosas que, à exceção da praia da Grotta, estão todas do lado leste: banhadas pelo sol da manhã e sombreadas à tarde.

Parque Nacional do Arquipélago Toscano

Parque Nacional do Arquipélago Toscano

Em Capraia, é obrigatório fazer um passeio de barco pela costa. As cores vibrantes que se reflectem no mar e as dramáticas paredes rochosas criam um cenário digno de um filme de animação. Este passeio é essencial para compreender verdadeiramente a ilha, permitindo-lhe traçar mentalmente o seu perfil único e desvendar os segredos das suas águas cristalinas. A paisagem da ilha é uma mistura de rochas escarpadas, penhascos, enseadas, grutas, enseadas e pequenas baías, cada uma contando uma história da sua história natural e humana. A partir do mar, Capraia revela todo o seu encanto, mostrando o fascínio misterioso do seu antigo vulcão e a sua deslumbrante variedade de cores e formações rochosas, todas suavemente tocadas pelas águas do Mediterrâneo.

Leia os nossos artigos mais recentes sobre navegação:

Dia 3: Isola di Capraia - Macinaggio (18 milhas náuticas): Um salto para a Córsega

No terceiro dia, vai dar um salto à Córsega. Saindo do porto de Capraia, dirija-se para norte, passando por Punta della Teglia, e depois a 247° em direção ao porto de Macinaggio. Ao longo do percurso, poderá admirar, não muito longe, o lendário rochedo de Giraglia , que é um dos protagonistas de uma das regatas mais prestigiadas do Mediterrâneo.

YACHTING.COM DICA: Mencionar o território francês - descobrir o iatismo em França: do Mediterrâneo ao Atlântico e aos trópicos.

Macinaggio é considerado o centro mais animado e movimentado da península de Cap Corse, frequentado principalmente por barqueiros e marinheiros que utilizam a sua marina para reabastecimento e paragem ao longo da rota Itália-Côte d'Azur. Os antigos barcos de pesca tradicionais ainda atracam aqui e, de manhã, realiza-se uma pequena lota onde se vende peixe fresco. A aldeia é especialmente famosa por uma das jóias mais preciosas da região, a praia de Tamarone. Esta longa faixa de areia branca e fina encerra um magnífico mar das Caraíbas, límpido e cristalino, perfeito para um relaxamento total e tranquilidade. À noite, Macinaggio oferece alguns restaurantes pequenos e característicos, embora, para ser completamente honesto, a vida nocturna não seja a principal atração desta paragem.

Bonito barco à vela

Dia 4: Macinaggio - Marina di Campo (35 milhas náuticas): visita a Elba

Este troço é um pouco mais longo, mas não muito exigente. Embarca-se numa curta travessia para regressar à ilha de Elba, desta vez explorando a costa sul.

Marina di Campo é o único porto deste troço de costa e tem um número muito limitado de postos de amarração. Felizmente, a sua baía oferece um ancoradouro seguro. Antes de chegar ao seu destino noturno, pode fazer uma paragem na famosa praia de Fetovaia, situada no extremo sudoeste da ilha.

YACHTING.COM TIP: Conheça tudo sobre Elba e os seus arredores. Temos dicas sobre rotas de iatismo, condições e locais a visitar.

Dia 5: Exploração do sul da ilha de Elba (12 milhas náuticas)

A próxima paragem é curta e apenas para relaxar... Partida da baía de Marina di Campo e rota para leste ao longo da costa sul da ilha de Elba. O objetivo é explorar as praias circundantes, como Laconella e Golfo Stella. A praia de Laconella, no Golfo de Lacona, oferece águas turquesas e cristalinas, com fundos de areia que descem suavemente até à praia. Esta será uma paragem perfeita para mergulhar, nadar e relaxar, fazendo-nos sentir como se estivéssemos ancorados numa vasta piscina.

Ilha italiana de Elba

Ilha italiana de Elba

Depois de Laconella, é hora de ir em direção ao seu destino noturno no Golfo Stella. Aqui, os ventos dominantes de NW reforçam-se frequentemente, mas sem gerar ondas. Será agradável bater contra o vento até encontrar abrigo numa das belas praias do fim do golfo, onde se pode passar a noite imerso na beleza natural sob um mar de estrelas.

DICA YACHTING.COM: É adepto do snorkelling ou do mergulho? Descubra como combinar mergulho e navegação e onde encontrar os 50 melhores locais para descobrir a vida subaquática.

Dia 6: Isola d'Elba - Isola del Giglio (30 nm): Bela como uma flor

Nos últimos tempos, a ilha de Giglio tornou-se tristemente famosa devido ao naufrágio do Costa Concordia. No entanto, virando essa página trágica, a ilha - bela e exuberante - oferece muitas razões para a visitar. Vindo do norte, a sua primeira paragem será em Campese.

Ilha do Giglio

Ilha do Giglio

A praia de Giglio Campese situa-se no lado noroeste de Giglio e é a maior da ilha. Situada no centro de uma vasta baía, é enquadrada, na extremidade ocidental, pelo impressionante monte marinho, um pico rochoso com cerca de 20 metros, e, na outra extremidade, pela Torre Medici.

A larga costa, em forma de meia-lua, tem cerca de 500 metros de comprimento e é dividida ao meio por um troço rochoso. A areia é granular e avermelhada. A partir da praia, é possível desfrutar de uma bela vista de toda a baía de Campese, onde a areia avermelhada contrasta com o mar azul-turquesa intenso, cristalino e transparente.

No final da tarde, rumamos ao porto da ilha, última paragem abrigada da viagem.

Giglio Porto e Giglio Castello (o ponto panorâmico da ilha) merecem certamente uma visita. O pequeno e pitoresco porto, com as suas casas multicoloridas, é banhado por águas cristalinas, o que é uma raridade absoluta nas zonas portuárias. As suas ruelas animadas estão repletas de numerosas lojas de todos os tipos, entremeadas de restaurantes, bares e gelatarias. A encantadora aldeia de Giglio Castello fica no topo da ilha de Giglio e é uma antiga aldeia medieval cuja atmosfera se manteve inalterada ao longo do tempo.

Leia sobre os destinos de navegação favoritos:

Dia 7: Isola di Giglio - Marina di Scarlino (30 milhas náuticas): A última etapa

Do ponto de vista da navegação, este é talvez o dia mais emocionante. O vento faz-se sentir tipicamente, dando energia ao mar aberto que se avizinha e contribuindo para a dinâmica etapa final ao longo da costa da Maremma toscana. A costa variada e verdejante oferece vistas deslumbrantes ao contornar o Golfo de Talamone, passando por Cala di Forno com as suas praias de areia branca, as Formiche di Grosseto, a foz do rio Ombrone e o Pinhal de Tombolo. Por fim, chega-se à famosa Punta Ala. Depois de contornar o cabo, regressa-se ao Golfo de Follonica e desembarca-se no porto de Scarlino, onde a viagem termina.

O que é que vais levar para casa desta viagem?

O prazer de navegar estas distâncias oferece uma verdadeira sensação do que significa viver a bordo e "ganhar" o destino de cada dia. Esta viagem não é apenas para especialistas; embora alguns troços sejam um pouco longos, são geralmente simples. É uma aventura perfeita para os entusiastas da vela e para os amantes do mar.

Férias de barco

Há um verdadeiro prazer em deixar para trás as tradicionais férias em hotéis ou apartamentos e descobrir a liberdade que só um barco pode oferecer. Partir para umas férias em iate significa poder escolher onde ir, quando ir, sem limites impostos por estradas ou trilhos. A navegação proporciona a oportunidade de descobrir belos locais costeiros a partir de uma perspetiva única, permitindo-lhe explorar lugares encantadores, escondidos e intocados.

Por isso, faça as suas malas e comece a procurar um barco para zarpar.

Deixe-nos ajudá-lo a escolher o melhor barco para a sua aventura à vela em Itália!