Pesca e navegação: onde navegar para obter as melhores capturas?

Combine os seus dois passatempos e parta no seu barco com uma cana de pesca na mão. Estes destinos estão absolutamente repletos de peixes.

A pesca, quando combinada com a navegação, transforma-se numa aventura inesquecível. Imagine a emoção de pescar o seu jantar diretamente das profundezas do oceano, acrescentando um toque autêntico à sua viagem marítima. Não se trata apenas de pescar; é também uma oportunidade de se relacionar com o ambiente marinho. Alguns locais até oferecem oportunidades de contribuir para os esforços de conservação. Curioso para saber mais? Mergulhe nos pormenores connosco.

Uma cana de pesca própria ou alugada

Como pescador experiente, o apelo de levar o seu próprio equipamento num iate é inegável. No entanto, se o espaço for apertado ou se for novo na pesca, alugar uma cana e outros artigos essenciais na marina é uma alternativa viável. Embora o aluguer de equipamento de pesca seja raro nos barcos fretados, as lojas de aluguer da marina oferecem frequentemente uma seleção mais vasta e assistência especializada na seleção da cana adequada.

Vale definitivamente a pena seguir os conselhos de pescadores mais experientes e talvez dedicar algum tempo a fazer uma pequena pesquisa. Em casa, pode encontrar uma empresa de aluguer que lhe empreste uma cana a um preço melhor do que as empresas nas zonas turísticas. Por outro lado, podem ter uma gama limitada de equipamento específico para a pesca marítima. Não se esqueça também de outros equipamentos, como luvas, um picador de gelo ou uma faca adequada. Afinal de contas, não quer ser apanhado em falta.

Pesca com mosca, caça submarina e mergulho

A pesca com mosca é um excelente ponto de partida para os principiantes que pretendem mergulhar no mundo da pesca. Não exige muito equipamento e pode ser inesperadamente agradável. No entanto, dominar os movimentos hábeis e bruscos necessários para imitar um isco ferido é um desafio que requer prática e experiência. As viagens à vela oferecem uma oportunidade perfeita para começar a aprender estas técnicas.

Para os mais aventureiros, existe a opção de praticar caça submarina com snorkel e mergulho. Esta opção é adequada para pessoas que já estão confiantes nas suas capacidades. A caça submarina requer não só perícia, mas também uma maior consciência do que o rodeia. Uma consideração de segurança crucial é que os peixes mortos no seu cinto podem atrair tubarões. Além disso, em muitos locais, é ilegal praticar caça submarina com um aparelho de respiração. Entre os pescadores submarinos, prevalece a crença de que a única forma correcta de praticar caça submarina é o mergulho livre.

pesca marítima com uma cana de fiar

DICA YACHTING.COM: Divirta-se ainda mais. A pesca não é o único complemento agradável à navegação que pode fazer durante uma semana de férias num iate.

Não se esqueça da sua licença de pesca

Nesta altura, terá de fazer um pouco de auto-estudo. Cada país, e mesmo região, tem os seus próprios regulamentos de pesca e é necessário ter a licença correcta. A licença determinará onde pode ou não pode pescar, quantos e que tipos de peixe pode apanhar e que equipamento pode utilizar. As licenças também são limitadas no tempo. Por exemplo, existem três tipos de licenças na Croácia: uma licença turística para a pesca recreativa, uma licença desportiva emitida pela Associação Croata de Pesca Desportiva Marítima e uma licença especial para o atum, o espadarte e o veleiro. Os países restringem a pesca de certas espécies para as proteger, mas podem incentivar a pesca de outras espécies invasoras que migraram para a zona e estão a destruir os ecossistemas nativos. Ao caçá-las, está a fazer um favor ao país.

Que águas pescar

É possível pescar com mosca praticamente em qualquer lugar onde haja pelo menos algumas dezenas de centímetros de água, mas só se apanham peixes mais pequenos. Muitos pescadores levam-nos então para o mar alto e utilizam-nos como isco para capturas maiores. Mas eles podem partir a linha e fugir com o isco. Para a pesca com espinhel, são recomendadas as águas próximas da costa, especialmente os recifes de coral e outras estruturas subaquáticas onde os peixes gostam de se esconder. Esta é também a razão pela qual os entusiastas da caça sub marina adoram estas zonas. Mas se quiser experimentar primeiro a caça submarina, procure um local com exuberantes leitos de algas - pode usá-los como abrigo.

DICA YACHTING.COM: Para obter informações valiosas sobre a pesca, inicie conversas com o pessoal do aluguer, outras tripulações com canas de pesca ou pescadores locais. Uma dica que poderá encontrar é: procure peixes onde as aves marinhas mergulham, pois é provável que estejam a caçar peixes (embora estes sejam normalmente mais pequenos).

Um cardume de atum

Leia mais dicas do mundo da vela:

Pesca na Croácia

O Adriático alberga cerca de 400 espécies de peixes, incluindo o muito apreciado atum e a cavala. A Dalmácia é absolutamente ideal para a caça submarina - o leito é normalmente coberto de grandes rochas, entre as quais os peixes se podem esconder, o que, paradoxalmente, facilita a pesca. Há reacções positivas aos locais sob os recifes no sul de Hvar e Vis. Os pescadores também elogiam o mar aberto à volta das ilhas de Sušac, Porec, Svetac, Mali Lošinj, Palagruža e Jabuka. Para as grandes capturas, vão para as proximidades de Kornati, mas apenas para as águas que não fazem parte do parque nacional.

DICA DO YACHTING.COM: Na Croácia, também é possível pescar peixes de água doce, nomeadamente trutas e lúcios no rio Korona, que nasce no Parque Nacional dos Lagos Plitvice.

Pesca na Grécia

Pescar na Grécia é praticamente uma obrigação. A pesca, especialmente a pesca costeira, tem aqui uma forte tradição e é muito popular. Afinal de contas, a costa acidentada cria as condições perfeitas para o efeito. Felizmente, não tem de se limitar à costa, uma vez que as populares ilhas de Rodes, Paxos, Zakynthos, Naxos e Corfu estão também entre os locais de pesca mais famosos. Só Creta oferece mais de 1.000 km de costa com enseadas, recifes e locais de pesca comprovados. No entanto, há também relatos de que, devido ao grande interesse dos turistas e dos habitantes locais, a paciência pode ser a chave para conseguir uma grande pescaria. Nesse caso, o mais provável é apanhar um pargo ou uma dourada. Se nos aventurarmos mais longe no mar, as hipóteses de apanhar peixes maiores, como o atum ou o javali, aumentam.

pesca no mar

Principais zonas de pesca em Itália

O principal local de pesca em Itália é, sem dúvida, a Sicília, graças à sua localização privilegiada no coração do Mediterrâneo e à sua distância relativamente longa do continente. Esta vantagem geográfica resulta numa abundância de água e de peixe, de que os pescadores locais usufruem sem grande concorrência. Esta é uma das razões pelas quais está repleta de aldeias piscatórias e a pesca prospera aqui. Se pescar aqui, é provável que consiga apanhar um atum no seu prato. A Sicília também está no radar dos praticantes de caça submarina, mas não é exatamente para principiantes.

Também podes tentar a tua sorte na Sardenha. O Mar Tirreno, mais profundo do que o Adriático, oferece o potencial para capturas impressionantes com a cana certa e experiência. É fácil encontrar um local tranquilo na ilha onde não seja incomodado. Para além de peixes, é possível apanhar chocos e lulas.

Como pescar no Atlântico

Apanhar um peixe no mar pode ser muito mais fácil do que se pensa. Pode experimentar a pesca oceânica, e mesmo a vela, pela primeira vez com relativa segurança nas Ilhas Canárias ou nos Açores. Em ambos os arquipélagos, a época alta decorre aproximadamente de maio a outubro, mas mesmo fora desse período, estas ilhas atípicas dar-lhe-ão as boas-vindas com um clima agradável, semelhante ao da primavera. Se se contenta com a pesca ao largo da costa, vá para os Açores logo em abril. Os peixes maiores incluem o atum e o espadim, enquanto as capturas mais pequenas incluem o sargo, a moreia e o javali.

pesca no Atlântico

Vela e pesca nas Caraíbas

A pesca, tal como o mergulho e o snorkelling, é uma experiência muito diferente nos trópicos. A água aqui é tão límpida e turquesa que se consegue ver a dezenas de metros de distância. Os recifes de coral são mais coloridos e habitados por peixes exóticos. No entanto, nem todos são comestíveis e é frequente encontrar peixes-pérola e seus parentes. É por isso que, ao pescar, especialmente ao mergulhar e praticar caça submarina, tenha cuidado onde se move e alcança; os peixes venenosos gostam de se disfarçar de peixes dos recifes ou do fundo do mar.

Pesca nas Bahamas

Dirija-se às Bahamas para pescar grandes peixes, uma vez que as águas aqui são famosas pelos peixes grandes, como o espadim, o atum, o mahi mahi e o veleiro. Anualmente, realizam-se torneios de pesca nas águas entre as ilhas Abaco, na parte norte do arquipélago, e todos os anos são batidos recordes para a maior captura. Se for um principiante, deixe os peixes grandes para os profissionais e concentre-se nas capturas mais pequenas.

pesca nas Caraíbas

Peixes e vida subaquática de Santa Lúcia

Santa Lúcia tem as águas mais profundas de todas as ilhas das Caraíbas, pelo que pode pescar apenas a algumas milhas da costa peixes que, de outra forma, teria de ir muito longe para os apanhar. Existem várias competições de pesca bem conhecidas aqui, como o International Billfish Tournament e o Antigua and Barbuda Marlin Class.

Ilhas Virgens

As Ilhas Virgens (EUA) são fáceis de esquecer, mas são um dos locais mais fantásticos para a pesca. As ilhas de St. John, St. Croix e St. Thomas são os destinos de pesca mais populares, e as águas do Parque Nacional das Ilhas Virgens estão abertas tanto aos habitantes locais como aos turistas. Para além do espadim, do atum, do mahi mahi e do veleiro, pode apanhar barracuda e cavala. E sinta-se à vontade para se deliciar com um pouco de lagosta.

O que é bom nas Ilhas Virgens Americanas é que, como pescador recreativo, não precisa de uma licença se estiver a pescar apenas para consumo próprio. O mesmo não acontece nas Ilhas Virgens Britânicas, de que falámos no nosso guia - Sailing the British Virgin Islands: a guide to paradise. Uma licença custa-lhe 45 dólares, mas vale definitivamente a pena a experiência.

YACHTING.COM TIP: Está à procurade umas férias tropicais nas praias desertas das ilhas das Caraíbas? Veja as nossas dicas úteis sobre o que levar na mala para umas férias à vela tropicais.

Mediterrâneo ou trópico? Seja qual for o destino, eu ajudo-o a encontrar o local perfeito.