Navegar nas Ilhas Virgens Britânicas: um guia para o paraíso

Compilámos tudo o que precisa de saber antes de partir para este destino fantástico.

Andamos todos à procura de um pedaço de paraíso, não andamos? Imagine se ele existisse de facto aqui mesmo na Terra. Bem, existe - sob a forma das Ilhas Virgens Britânicas (BVI). É um lugar que é quase demasiado bom para ser verdade, com o seu ambiente relaxante, sol sem fim, vistas de cortar a respiração e fantásticas oportunidades de navegação. Porque não deixar-se perder na beleza deste local fantástico durante algum tempo?

Panorâmica das Ilhas Virgens Britânicas

Antes de nos debruçarmos sobre as especificidades dos vários locais e aspectos do iatismo, vamos primeiro ter uma noção geral da zona, das suas características únicas e dos costumes locais. É sempre bom estar preparado, pois não deixa espaço para surpresas inesperadas.

Geografia das Ilhas Virgens Britânicas

As Ilhas Virgens Britânicas são um território ultramarino do Reino Unido. Compreende 50 ilhas e ilhéus, 15 dos quais ainda são habitados. As maiores chamam-se Tortola, Virgin Gorda, Anegada e Jost Van Dyke. A maior ilha, Tortola (54,4 km2), alberga a sua capital, Road Town. As costas das Ilhas Virgens Britânicas são banhadas pelo Mar das Caraíbas, a sul, e pelo Oceano Atlântico, a norte. As ilhas fazem fronteira com as Ilhas Virgens Americanas a oeste e com Porto Rico, Anguila, São Cristóvão e Neves a leste.

Língua

Os turistas acharão conveniente o facto de o inglês ser a língua oficial das Ilhas Virgens Britânicas.

Moeda e preços

Apesar de serem um território ultramarino britânico, as Ilhas Virgens Britânicas utilizam o dólar americano como moeda. Isto simplifica as coisas para os turistas, pois não há necessidade de procurar uma casa de câmbio - os dólares são facilmente aceites. Tenha em atenção que a maior parte dos bens, incluindo os alimentos, são importados, o que implica preços mais elevados. Para além disso, é habitualmente adicionada uma taxa de serviço de 10% à conta do restaurante ou do hotel. Esta taxa funciona como uma gorjeta e é essencialmente obrigatória.

Transporte para as Ilhas Virgens Britânicas

Os cidadãos da União Europeia podem viajar para as Ilhas Virgens Britânicas utilizando apenas o seu passaporte, sem necessidade de visto. A região é servida por vários aeroportos internacionais. O mais frequentado é o aeroporto Terrance B. Lettsome, situado na ilha Beef e ligado a Tortola. Segue-se o aeroporto de Virgin Gorda, na ilha de Virgin Gorda, e o aeroporto Auguste George, na ilha de Anegada. Para facilitar a viagem, recomenda-se um voo de ligação a partir de Londres, uma vez que os laços históricos do Reino Unido com as Ilhas Virgens Britânicas resultam frequentemente em opções de voo mais convenientes. No entanto, viajar através de Paris ou de outros grandes aeroportos europeus é também uma opção viável. É também útil notar que as Ilhas Virgens Britânicas funcionam no fuso horário GMT-4h.

DICA YACHTING.COM: Certifique-se de que o seu passaporte é válido durante, pelo menos, seis meses após a data prevista de regresso. Este é um requisito normal para viagens internacionais e é essencial para que o seu passaporte seja aceite em países estrangeiros.

O tempo nas Ilhas Virgens Britânicas

As Ilhas Virgens Britânicas têm um clima quente durante todo o ano. As temperaturas variam entre 25 °C e 28 °C, prevalecendo um clima tropical húmido. No entanto, pode haver dias em que a temperatura atinja os 32 °C ou desça até aos 23 °C. Em geral, o clima é agradável para férias e a temperatura do mar é óptima para nadar e mergulhar durante todo o ano. Os ventos alísios sopram frequentemente nesta zona, pelo que, mesmo quando está calor, a temperatura é suportável. O período de setembro a novembro é considerado o mais chuvoso, com a possibilidade de ocorrência de furacões ou tempestades entre junho e novembro. Aépoca alta decorre, portanto, de dezembro a maio, o que a torna ideal para umas férias de inverno! Descubra porque é que deve fazer iatismo no inverno.

Praia de areia branca deslumbrante, rochedos de granito gigantes únicos, água do mar azul-turquesa e céu azul em Virgin Gorda, Ilhas Virgens Britânicas, Caraíbas

YACHTING.COM TIP: Consideracertos aspectos da meteorologia marítima um pouco confusos? Consulte os nossos guias sobre os ventos do Atlântico, as correntes oceânicas e a navegação no Atlântico.

Proteção da saúde e cuidados de saúde

Em comparação com outros territórios das Caraíbas, o sistema de saúde das Ilhas Virgens Britânicas é denível muito elevado . A capital, Road Town, possui um grande hospital geral equipado para tratar uma vasta gama de necessidades médicas. Além disso, pequenas clínicas ambulatórias nas outras ilhas prestam serviços básicos de saúde.

Não são necessárias vacinas especiais para esta zona. Se viajar da África Central e da América Latina, as autoridades locais poderão exigir a vacinação contra a febre amarela. As vacinas contra a hepatite A e B, a febre tifoide, o tétano e a meningite são geralmente recomendadas. A febre de dengue, transmitida pelos mosquitos Aedes, constitui um risco, tal como noutros destinos tropicais, pelo que se recomenda o uso de repelente de mosquitos.

Mas não se esqueça do seu seguro de viagem. Na yachting.com, podemos organizar um seguro de viagem ou um seguro de responsabilidade civil do capitão, para além do seguro de depósito do iate e do seguro de cancelamento da viagem. Para mais informações sobre os seguros da yachting.com, clique aqui.

Defesas contra mosquitos

O mosquito pode ser extremamente perigoso.

Natureza nas Ilhas Virgens Britânicas

Sabia que existem mais de 15 espécies de orquídeas nas Ilhas Virgens Britânicas? Além disso, há um grande número de outras plantas, aves e animais aquáticos que pode admirar num dos parques naturais terrestres ou aquáticos. Boas notícias para aqueles que podem ser cautelosos com a vida selvagem - não há muitas criaturas perigosas a viver nas Ilhas Virgens Britânicas. Para além dos "habituais" tubarões, barracudas ou ouriços-do-mar no fundo do mar, não há muito para o surpreender debaixo das ondas. Em terra, um escorpião ou uma tarântula podem ser considerados um perigo, mas os ataques a seres humanos são raros.

Gastronomia

Os entusiastas da gastronomia, desde os gourmets aos gourmands e bon vivants, encontrarão uma cena culinária rica nas Ilhas Virgens Britânicas. A cozinha nacional é essencialmente composta por peixe e marisco, incluindo a concha, juntamente com cogumelos e legumes. Com uma ligeira influência das tradições culinárias britânicas, a comida aqui é frequentemente cozinhada a vapor, grelhada ou temperada com caril e especiarias jerk. Destaca-se a lagosta em manteiga de alho, considerada a especialidade nacional. O Festival da Lagosta de Anegada, na ilha de Anegada, atrai milhares de amantes do marisco. Quanto às bebidas, o rum local das Caraíbas, especialmente no cocktail Painkiller, é uma experiência obrigatória.

Lagosta na manteiga

A lagosta é uma especialidade local.

Iatismo nas Ilhas Virgens Britânicas

Agora que já conhecemos os aspectos mais importantes das Ilhas Virgens Britânicas, vamos concentrar-nos no iatismo e nas especificidades da navegação nesta região. Afinal de contas, as Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais locais de navegação do mundo.

São necessários dois capitães?

Não sabemos de onde veio este mito, mas alguns marinheiros acreditam que são necessários dois skippers para operar um barco nas Ilhas Virgens Britânicas. Na realidade, apenas um skipper com uma licença válida é suficiente para navegar num veleiro ou catamarã de aluguer convencional. No entanto, se preferir ter um skipper profissional a bordo, basta contactar a nossa equipa de vendas durante o processo de reserva e eles tratarão de todos os preparativos necessários para si.

Classicamente num catamarã

Nas Ilhas Virgens Britânicas, como em muitos locais exóticos, os catamarãs são a escolha preferida para o aluguer. Há várias razões para tal. A estrutura de casco duplo dos catamarãs oferece um calado mais baixo, crucial para navegar em zonas com recifes de coral próximos da superfície. Este design permite navegar mais perto da praia, proporcionando uma autêntica experiência caribenha. Além disso, os catamarãs são valorizados pela sua estabilidade e conforto, bem como pelos seus grandes tanques de água e combustível, que são especialmente úteis em áreas remotas onde as opções de reabastecimento são escassas. Ao contrário de lugares como a Croácia, a infraestrutura de iates em termos de cais e marinas é menos desenvolvida nas Ilhas Virgens Britânicas. Isto torna os catamarãs uma opção ainda mais atractiva para explorar as baías isoladas, as praias e os locais únicos que pode ter só para si. Por isso, recomendamos que se limite a um catamarã e escolha dois cascos para as suas aventuras de cruzeiro nesta região.

Praia tropical com areia branca e cadeiras de praia. Jost Van Dyke, Ilhas Virgens Britânicas.

Catamarãs na praia da ilha de Jost Van Dyke

YACHTING.COM TIP: Interessado em barcos de casco duplo? Consulte onosso artigo sobre as razões para experimentar um catamarã ou descubra o que precisa de saber na primeira vez que sair num catamarã. Se ainda está indeciso sobre o tipo de barco mais adequado para si, consulte o nosso guia sobre os tipos de barcos que as empresas de aluguer de barcos oferecem.

Bóias, cais e ancoragem

A infraestrutura de iates nas Ilhas Virgens Britânicas é bastante diferente daquela a que poderá estar habituado em destinos europeus como a Croácia. Aqui, as marinas e os cais são relativamente escassos, sendo muitas vezes necessário reservá-los com bastante antecedência. A prática comum é ancorar na baía em vez de utilizar o método de ancoragem em terra com uma longa linha de terra, como é típico em locais como a Grécia. Nesta região, a norma é simplesmente ancorar ao estilo clássico, adoptando uma experiência de iatismo mais tradicional e talvez aventureira.

Actividades de acompanhamento

Não se aborrecerá nas Ilhas Virgens Britânicas. Para além da navegação e dos prazeres habituais, como nadar no mar, apanhar banhos de sol ou festejar a bordo, pode e recomenda-se vivamente a prática de snorkelling ou de mergulho. Existem bases de mergulho nas ilhas onde se pode alugar equipamento profissional. Mas se tiver o seu próprio kit de snorkel ou ABC, traga-o consigo. Muitos peixes e outros animais interessantes vivem nos recifes de coral locais. Além disso, existem destroços submarinos, como o naufrágio Chikuzen, perto da zona de East End. Veja o que habita os recifes de coral das Caraíbas para descobrir o que o espera quando mergulhar com tubo de respiração nas Ilhas Virgens Britânicas.

A pesca é também uma atividade popular na navegação. Para tal, terá de obter uma licença, que custa cerca de 45 dólares. Quando a tiver, poderá apanhar peixes impressionantes, como uma grande barracuda. Para os entusiastas do surf, as Ilhas Virgens Britânicas oferecem excelentes locais, sendo Apple Bay conhecida por ter algumas das melhores ondas das Caraíbas. Vale mesmo a pena ir ver. Se o kitesurf é mais o seu estilo, a ilha de Anegada é o local ideal. Para aqueles que gostam de vida nocturna, as ilhas têm muitos clubes de praia, com os mais populares localizados na área de Cane Garden Bay em Tortola, perfeitos para os amantes de festas e discotecas.

pescador a segurar uma grande barracuda com o mar ao fundo

A barracuda é uma captura comum

Equipamento ou o que levar

O clima nas Ilhas Virgens Britânicas é sempre de férias, com temperaturas que raramente descem abaixo dos 25°C. Por conseguinte, não é necessário levar muito agasalho, como casacos, camisolas, calças de treino ou camisolas interiores térmicas. No entanto, é aconselhável levar um corta-vento ou um casaco impermeável. O tempo pode ser imprevisível e pode chover repentinamente, por isso é melhor estar preparado para quaisquer mudanças breves no tempo.

DICA YACHTING.COM: Dedic ámos um artigo inteiro a recomendações sobre o que levar na mala quando se viaja de iate para um destino tropical.

Consumíveis

Não espere grandes supermercados nas ilhas mais pequenas e estará frequentemente ancorado. Por isso,abasteça-se de comida e água suficientes para toda a tripulação antes de zarpar.

Ver as profundezas

Existem muitos recifes de coral na zona. Mantenha-se atento à sonda de profundidade ou envie um membro da tripulação para a proa para assinalar a presença de corais à superfície.

Lugares recomendados para visitar nas Ilhas Virgens Britânicas

Para onde ir nas Ilhas Virgens Britânicas e quais são os locais a visitar?

Ilha de Tortola

A ilha de Tortola está repleta de atracções. Para além da sua gama de hotéis e restaurantes, a ilha é conhecida pelos seus vibrantes clubes noturnos ao ar livre, especialmente em torno de Cane Garden Bay, onde se pode desfrutar de um cocktail de rum num ambiente animado. Um passeio pelo centro de Road Town, a capital, é obrigatório para os interessados na arquitetura colonial. As principais atracções incluem o North Shore Shell Museum, a famosa Pusser's Company Store, famosa pelo seu rum, e a Callwood Rum Distillery. Os amantes da natureza serão atraídos pelo jardim botânico, que abriga uma variedade de plantas exóticas, a exuberante floresta tropical de Sage Mountain e o histórico Fort Recovery, que remonta a 1640. Para uma experiência mais calma, praias isoladas como Brewer's Bay e Smuggler's Cove oferecem um retiro tranquilo longe dos pontos turísticos.

DICA YACHTING.COM: O consumo de álcool e a navegação devem ser combinados com precaução. Mas para os marinheiros de antigamente, o rum fazia simplesmente parte da navegação. Veja o que os marinheiros e iatistas bebem.

Destilaria na ilha de Tortola

Uma destilaria na ilha de Tortola.

Ilha de Virgin Gorda

Virgin Gorda é a segunda maior ilha. As praias aqui são divinas, com Savannah Bay, Mahoe Bay, Pond Bay e Spring Bay entre as melhores. A ilha alberga também muitas estâncias de luxo e locais exclusivos, razão pela qual a realeza americana, as celebridades e as estrelas de cinema se deslocam para aqui para passarem as suas férias. Uma grande atração é um local chamado The Baths - lagoas salgadas entre rochedos de granito, óptimas para mergulhar ou relaxar. Os entusiastas do alpinismo podem escalar as rochas.

Uma jovem pratica mergulho com tubo de respiração na água tropical turquesa entre enormes rochedos de granito na praia de The Baths, uma das principais atracções turísticas da ilha de Virgin Gorda, nas Ilhas Virgens Britânicas, nas Caraíbas.

Mergulho com tubo de respiração na praia The Baths em Virgin Gorda

A ilha de Anegada

Anegada destaca-se por ser a única das quatro maiores ilhas das Ilhas Virgens Britânicas que é de origem coralínea, o que a torna notavelmente plana. A ilha possui praias deslumbrantes que são longas, com declives suaves, perfeitas para passeios românticos. Uma excelente forma de explorar Anegada é alugando uma mota, uma vez que o tamanho da ilha permite que esta seja percorrida num só dia. O ponto alto de Anegada são as oportunidades de mergulho e de snorkeling. O recife Horse Shoe Reef, um local onde muitos barcos encontraram o seu destino, é uma visita obrigatória para os entusiastas subaquáticos. Aqui, mergulhadores e praticantes de snorkeling podem descobrir uma variedade de naufrágios, incluindo navios britânicos, espanhóis e piratas. Existem centenas de navios afundados, sendo o mais famoso o naufrágio do navio de correio britânico Rhone, que se encontra a profundidades de 9 a 27 metros e é parcialmente visível para os mergulhadores.

Praias de Anegada

As praias de Anegada são simplesmente divinais.

Ilha de Jost Van Dyke

A ilha de Jost Van Dyke está repleta de lendas e tem o nome do famoso pirata. A costa da ilha oferece um grande número de enseadas escondidas à espera de serem exploradas. No continente, encontram-se as ruínas dos engenhos de cana-de-açúcar. A ilha é famosa pelas suas festas, mas estas são normalmente realizadas nos próprios iates, com dois bares de renome na costa.

Ilha Cooper

O ilhéu mais pequeno é famoso pela sua enseada de tartarugas. Perto da ilha, o governo afundou deliberadamente barcos para criar um recife de coral artificial para atrair mergulhadores. Os habitantes locais chamam a este sítio "beco dos destroços".

YACHTING.COM TIP: A ilha Necker é menos um destino turístico típico e mais uma atração exclusiva. Esta ilha privada, propriedade do bilionário Richard Branson, foi transformada num paraíso pessoal. É conhecida por acolher encontros de artistas famosos, celebridades e figuras do mundo dos negócios. A ilha acomoda até 46 adultos e 6 crianças, oferecendo uma experiência única e luxuosa para quem a visita.

Quer esteja nas Ilhas Virgens Britânicas ou noutro local, ligue-me quando quiser alugar um barco. Encontrar-lhe-ei o barco perfeito.